Tribunal decide hoje futuro do recluso mais velho do país

Aos 90 anos, o homem que matou o genro com dois tiros de caçadeira conhece hoje o futuro imediato. Já foi condenado a quase cinco anos de cadeia, mas o Tribunal de Loures decide esta quinta-feira se aumenta a pena ou se absolve o idoso que justificou o crime com o facto de ser vítima de violência doméstica.