Violência no namoro: amores perfeitos não existem

Muitas vezes, a violência nas relações começa cedo e com comportamentos que nem sempre as vítimas sabem identificar como disruptivos. Quatro alunas de uma escola de Oeiras fizeram, no ano passado, um trabalho para chamar a atenção para esta realidade. É preciso acabar com o problema pela raiz, porque amores-perfeitos só as flores.

Sobre "Diário da Manhã"