Tancos: Azeredo terá dito ao juíz que foi enganado

No caso Tancos, que está a marcar os últimos dias de campanha eleitoral, ficou a saber-se esta terça-feira que, em julho, Azeredo Lopes, ex-ministro da Defesa, entretanto acusado de quatro crimes, esteve cinco horas em interrogatório. Azeredo Lopes afirmou ao juiz que foi enganado e que os militares da Polícia Judiciária tentaram passar responsabilidades quanto ao reaparecimento das armas para as hierarquias superiores, nomeadamente para o próprio ministro.

Sobre "Jornal das 8"