Tancos: ex-diretor-geral foi avisado por fonte da PJ civil da investigação à PJ militar

Faltam poucos dias para saber até que ponto o ex-ministro da Defesa, Azeredo Lopes sabia da encenação do reaparecimento das armas de Tancos. Na passada terça-feira, a defesa do major Vasco Brazão confirmou que há apenas um memorando. Na próxima quarta-feira, será o ex-chefe de gabinete que vai ser ouvido pelos procuradores do Ministério Público