Tancos: MP acredita que arguido se refere a Marcelo em escuta

O Ministério Público acredita que o major Vasco Brazão, oficial da PJ Militar, arguido no caso de Tancos, referiu numa escuta que Marcelo Rebelo de Sousa sabia da encenação para recuperar as armas.

O oficial foi apanhado numa conversa telefónica, transcrita no processo, a referir-se ao "papagaio-mor do reino" e que a personalidade em causa sabia de tudo. A investigação diz que Brazão se estava a referir ao Presidente da República.

Sobre "25ª Hora"