TAP: providência cautelar pode travar injeção de 1,2 mil milhões

A Associação Comercial do Porto interpôs uma providência cautelar junto do Supremo Tribunal Administrativo (STA) para impedir a injeção de 1,2 mil milhões de euros do Estado na TAP.

A associação diz que, com a aceitação da ação judicial [pelo STA], que deu entrada na sexta-feira, o Governo fica impedido [de] cumprir esta medida do Orçamento Suplementar que prevê o financiamento estatal à companhia aérea nacional.

Sobre "Jornal da Uma"