“Tentou-se inverter o discurso para demonstrar que Rui Pinto não queria extorquir”

O jurista Alexandre Guerreiro comentou, esta sexta-feira, o caso de Rui Pinto, que hoje ficou a saber que irá a julgamento acusado de seis crimes de acesso ilegítimo, um de sabotagem, 14 de violação de  correspondência, 68 de acesso indevido e um de extorsão. 

Sobre "Notícias"