"Terceira dose? A imunidade com duas doses é robusta e duradoura”

Israel decidiu esta quinta-feira avançar com a vacinação de uma terceira dose da vacina da Pfizer. A decisão israelita trouxe o debate sobre a pertinência de uma terceira dose para a praça público.

Para Miguel Prudêncio, especialista em vacinação do Instituto Molecular, não existem dados que levem a crer que uma terceira dose da vacina seja necessária, sublinhando que "a imunidade com duas doses é robusta e duradoura".

Sobre "Notícias"