Tony Carreira diz que foi salvo pela música: "O meu refúgio nesta dor foi o estúdio"

A música tem servido como terapia a Tony Carreira, depois da morte da filha, Sara, no ano passado: "Ao contrário de muitos pais que passaram pela tragédia que eu estou a passar, a minha dor é igual à deles mas a música tem uma cena mágica e tem me feito muito bem. O meu refúgio nesta dor foi o estúdio, foi lá que eu me fechei, por vezes para chorar, mas consegui encontrar alguma felicidade dentro daquelas quatro paredes. Só aqui é que senti alguma paz."

Sobre "Jornal das 8"