Trabalhadores das cantinas em protesto contra contratos precários e falta de condições

Os trabalhadores das cantinas escolares da zona norte e centro manifestaram-se esta manhã em Matosinhos.

Acusam a empresa UNISELF de os manter em situação precária e de não pagar compensações de acordo com a lei.

O sindicato diz que o caderno de encargos não está a ser cumprido e pede a fiscalização urgente do governo.

Sobre "Jornal da Uma"