Tragédia no Brasil após tiroteio em escola

Dois atacantes mataram cinco alunos e duas funcionárias, tendo-se suicidado em seguida. A sequência foi rápida e cruel e está a merecer atenção especial, porque o presidente Bolsonaro assinou um decreto, em janeiro, que facilita a posse de armas.