Três camiões-cisterna conduzidos por militares estão a abastecer em Aveiras de Cima, na CLC - Companhia Logística de Combustíveis, esta terça-feira, segundo dia da greve dos motoristas. Na segunda-feira, também foram militares que asseguraram a saída dos camiões-cisterna da refinaria de Sines. Portaria que estabelece que os militares podem substituir motoristas foi publicada na segunda-feira à noite em Diário da República.