Tribunal superior pode pedir repetição do julgamento de Iuri Mata e Diana Fialho

Diana Fialho e Iúri Mata, acusados pelo Ministério Público (MP) pelos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver, foram condenados a 24 e 23 anos, respetivamente, pelo Tribunal de Almada. Diana Fialho foi ainda considerada, como pena acessória, indigna de herança. A jornalista Inês Pereira, jornalista da TVI, explica todos os pormenores do caso.