Um crime, duas confissões: quem fala a verdade?

Jovem estudante chegou a confessar ter morto a tia quando, no dia em que foi detido, fez uma reconstituição com a Polícia Judiciária. À TVI, o advogado de Armindo Castro explicou que o jovem queria «livrar a mãe» que também era suspeita e estava detida. Odete Castro, morta em casa, pode afinal ter sido assassinada por outro homem que também já confessou