Um "sacana de um puto" ajuíza o caso de Neto de Moura

Gente Que Não Sabe Estar perguntou a um "sacana de um puto", que nada entende do Código Penal, sobre o acórdão de Neto de Moura sobre violência doméstica onde invoca a Bíblia e o Código Penal de 1886.