«Uma mão no título? Esse não é o nosso pensamento»