Vacinação de adolescentes: DGS recua mas recusa pressões políticas

A vacinação de adolescentes colocou a DGS no centro de uma batalha política com os órgãos de soberania e a maioria dos líderes partidários. Graça Freitas rejeita qualquer pressão, mas a verdade é que mudou de posição em pouco mais de uma semana, e depois dos comentários públicos de membros do Governo e do próprio Presidente da República, a DGS voltou atrás e acabou por recomendar a inoculação da faixa etária entre os 12 e os 15 anos. 

Sobre "Jornal das 8"