Vale e Azevedo: credores não vão receber os mais de 60 milhões de euros

Na vasta lista dos lesados de Vale e Azevedo estão clubes, empresas, empresários, médicos, barões e dirigentes políticos angolanos. Estes credores vão ficar sem receber os mais de 60 milhões de euros em dívidas, depois de mais de 20 anos num jogo de toca e foge com a justiça.

Sobre "Jornal das 8"