Venezuela e Portugal eram unha com carne nos tempos de Chávez e Sócrates, rutura surgiu em 2019

Foram quase duas décadas de relações excelentes com a Venezuela.

O pico da amizade aconteceu durante os anos de Hugo Chávez e de José Sócrates, uma amizade coroada com negócios de petróleo e do computador Magalhães.

Mas já no tempo de Pedro Passos Coelho e de Nicolás Maduro, ainda Lisboa e Caracas proclamavam a sua profunda ligação.

A rutura definitiva consumou-se há cerca de um ano, com a ascenção de Juan Guaidó, que Portugal reconheceu como o legítimo presidente do país.

Sobre "Jornal das 8"