Viciação de sorteios: “Justiça portuguesa continua a ser profundamente antidemocrática”

Antigo bastonário da Ordem dos Advogados, António Marinho e Pinto comentou a alegada viciação na distribuição de processos no Tribunal da Relação de Lisboa. Para o jurista, esta notícia, que foi avançada pela TVI, não constitui uma surpesa.

Sobre "Jornal das 8"