00:00:29
Desporto Há 39 min
«É normal que o City esteja frustrado, empataram com uma equipa com 10 por cento do orçamento»

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, foi questionado sobre a importância do apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões nas contas azuis e brancas. O técnico acabou por falar sobre a diferença de argumentos em relação a clubes como o Manchester City, adversário desta terça-feira.

«Eu não sou diretor financeiro. De qualquer forma, claro que tenho a consciência da importância desta passagem. É importante ver que jogadores como Zaidu, Manafá, Nanu ou Fábio Vieira estão a pisar pela primeira vez o palco da Champions. Restam dois ou três países em que se investe muito, e esta a equipa do Manchester City é provavelmente mais cara da história do futebol, portanto é natural que se sintam frustrados por não conseguirem vencer uma equipa que se calhar tem 10 por cento do orçamento deles.»

A exibição de Marchesín: «Foram defesas atrás de defesas, foi uma exibição boa do Marchesín, mas o trabalho não foi só dele. Quando o Marega marcou em seis jogos seguidos na Champions, o mérito também não foi só dele. O Marchesín teve uma exibição boa naquele que foi o processo defensivo. Se esperava mais do processo ofensivo? Esperava. Já para não falar que penso que há um penálti sobre o Otávio, em Inglaterra passou-se o que se passou, se calhar podíamos não estar aqui a falar de um ponto em dois jogos.»

A aposta em Diogo Leite: «Ele tem um bom comportamento e tem uma concentração competitiva acima da média. Temos sistemas alternativos que trabalhamos, ele percebeu o que se queria para o jogo. De todos os jogadores que estiveram em campo, a atuação defensiva foi mais alta do que a atuação ofensiva.»

Maisfutebol