00:01:51
Desporto Há 1h e 9min
O resumo da goleada do Liverpool no Estádio do Dragão

O FC Porto foi goleado em casa pelo Liverpool (1-5), na segunda jornada do Grupo B da Liga dos Campeões. 

Mohamed Salah (18m e 60m) e Roberto Firmino (77m e 81m) bisaram no encontro e Sadio Mané marcou o outro golo da equipa inglesa, aproveitando falhas defensivas dos dragões.

O melhor que a equipa de Sérgio Conceição conseguiu fazer, no jogo 200 na competição, foi chegar ao tento de honra, por intermédio de Mehdi Tarem (75m).

IMAGENS ELEVEN

Maisfutebol


00:01:29
Desporto Há 1h e 16min
O resumo da reviravolta do At. Madrid em casa do Milan

O Atlético Madrid foi a San Siro arrancar uma vitória preciosa com uma reviravolta nos instantes finais, já com João Félix em campo, depois de Rafael leão ter colocado os italianos em vantagem. Com esta vitória, a equipa de Diego Simeone destaca-se no segundo lugar do grupo B, com 4 pontos, atrás do Liverpool, mas à frente do FC Porto e dos rossoneri.

Com um grande ambiente em San Siro, com os adeptos a anunciarem que o «Milan está de volta», o jogo começou intenso, com o Atlético a reclamar uma grande penalidade, aos 10 minutos, por alegado penálti de Tomori, mas o VAR não confirmou a existência da falta. A verdade é que o Milan tinha entrado melhor e, outros dez minutos volvidos, e acabou por ser recompensado: na sequência e um canto, os colchoneros não conseguiram afastar a bola, Brahim Dias recuperou-a e serviu Rafael Leão para o primeiro golo da noite.

Mais dez minutos, aos 30, e um forte revés para a equipa da casa, com Kessié a ver um segundo cartão amarelo que deixou o Milan em inferioridade numérica, ainda com uma hora de jogo pela frente.

O jogo mudou a partir daqui. O Milan fez marcha-atrás, com a saída de Rebic para a entrada de Tonali e, logo a seguir, em sentido contrário, João Félix também foi chamado ao jogo, rendendo Kieron Trippier. Rafael leão ainda voltou a levantar o estádio, na sequência de uma bola em profundidade, com o avançado português a fazer uma bicicleta e a levar a bola à trave. Luis Suárez teve o golo do empate nos pés antes do intervalo, mas os italianos seguraram a curta vantagem até ao descanso.

Estavam lançados os dados para uma segunda parte bem diferente, com o Atlético Madrid por cima à procura do empate. Os colchoneros carregaram, carregaram, mas o golo do empate só chegou a seis minutos dos noventa, já depois de Griezmann ter saltado para o retãngulo para o lugar de Koke. Passe em profundidade a lançar o francês que festejou o seu primeiro golo desde que regressou a Madrid.

O árbitro deu seis minutos de compensação, João Félix teve uma oportunidade e, logo a seguir, Kalulu fez um corte com a mão. O lance foi analisado pelo VAR que confirmou o castigo máximo, convertido em golo por Luis Suárez com uma arriscada Panenka.

Um golo valioso que lança o Atlético para o segundo lugar do grupo E, com menos dois pontos do que o líder Liverpool, mas mais três do que o FC Porto na corrida para os oitavos de final.

IMAGENS ELEVEN

Maisfutebol