Vítima do acórdão polémico pode recorrer para tribunal europeu

Mais de 6 mil pessoas já assinaram petição contra argumentação dos juízes
 

Sobre "Notícias"