Christian Eriksen "está acordado" e "consegue falar", depois de ter caído inanimado no relvado, no final da primeira parte do Dinamarca-Finlândia.

O médio dinamarquês caiu sozinho e todos os jogadores perceberam imediatamente que a situação era grave.

O árbitro acabou por interromper o jogo, solicitando com urgência a entrada das equipas de emergência médica, que procederam a manobras de reanimação, utilizando também um desfibrilhador.

Para proteger Eriksen das câmaras, os jogadores dinamarqueses colocaram-se à sua volta.

Nas bancadas do Estádio Parken, em Copenhaga, os adeptos aplaudiram, a puxar por Eriksen, mas também houve muitas lágrimas.

Apesar do grande susto, Eriksen deixou consciente o relvado.

A FPF e a Seleção Nacional expressaram "a mais profunda solidariedade a Eriksen".

Nas redes sociais, Cristiano Ronaldo deixou uma mensagem ao jogador dinamarquês: "Conto encontrar-te em campo."

O jogo foi suspenso ao minuto 43, tendo a UEFA decidido que seria retomado às 19:30, após confirmação da situação estável de Eriksen.

Os jogadores da Dinamarca falaram com Eriksen antes de retomarem o jogo.

No final do jogo, a Dinamarca perdeu, mas Eriksen não foi esquecido. A UEFA atribuiu-lhe o prémio de melhor em campo.

Nos outros jogos do Europeu Eriksen também foi celebrado, nomeadamente pelos colegas de equipa do Inter que lhe dedicaram os seus golos, como aconteceu com o belga Lukakua e o turco Hakimi. Eriksen, aliás, enviou uma mensagem de WhatsApp para o grupo do Inter.

Na conferência de imprensa após o Dinamarca-Finlândia, o médico da seleção dinamarquesa falou com os jornalistas. Morten Boesen explicou que sentiu a pulsação de Eriksen assim que chegou ao local onde este tinha caído, mas que isso mudou rapidamente.

"Conseguimos trazer o Eriksen de volta", afirmou.

O selecionador da Dinamarca não escondeu que foi "uma experiência traumática" para todos e contou como os jogadores decidiram voltar ao relvado.


 

Redação / MJC - notícia atualizada às 23:00