PSD, Bloco de Esquerda, PCP e PEV estão a estudar a hipótese de poderem aprovar uma medida a favor da descida do IVA sobre a energia de 23% para 6%. A avançar, este projeto irá contra o Governo de António Costa, que, para já, está sozinho numa eventual votação.

As bancadas parlamentares dos sociais-democratas, bloquistas e comunistas juntam 110 deputados, mais dois mandatos que os 108 dos socialistas.

É uma ajuda que se dá às famílias", refere Rui Rio.

Apesar do cenário, o primeiro-ministro, António Costa, não quer falar de eventuais "especulações". O chefe do Governo lembrou que as prioridades são outras, nomeadamente a saúde ou a redução de impostos para famílias numerosas.

Uma eventual proposta poderá ser apresentada no próximo dia 16 de dezembro, dia em que o Governo vai levar à assembleia o Orçamento do Estado para 2020.

Com esta relação de forças, e caso a proposta avance, o papel dos outros cinco partidos pode ser decisivo para desequilibrar a balança. Ao todo, CDS, PAN, Chega, Iniciativa Liberal e Livre têm mais 14 deputados.

/ AG