Os primeiros sete camiões cisterna, que vão cumprir os serviços mínimos de abastecimento, já saíram da Companhia Logística de Combustíveis (CLC), em Aveiras de Cima, concelho de Azambuja. Saíram abastecidos e escoltados pela GNR, que marca presença permanente no local.

Foi pelas 12:30 que os sete camiões cisterna abandonaram as instalações da CLS, escoltados por militares da GNR.

Dentro das instalações encontravam-se mais uma dezena de camiões a reabastecer.

A saída dos primeiros sete pesados foi assinalada com aplausos por parte de duas dezenas de manifestantes, que se concentram debaixo de um viaduto da Estrada Nacional 366, para se abrigarem da chuva.

Recorde-se que, no âmbito da requisição civil, as Forças Armadas colocaram 15 militares em grau de prontidão para conduzirem camiões de transportes de combustíveis.

A greve dos motoristas de matérias perigosas está a provocar um caos no abastecimento: há muitos postos já com combustível esgotado.