João Rendeiro informou a justiça de que ia passar uns dias a Londres, este verão, mas entretanto já saiu de Inglaterra, de avião, para um país fora da Europa, sabe a TVI, e não tenciona regressar a Portugal.

O antigo banqueiro, que está condenado em três processos a penas de 10, 5 e 3 anos de prisão, vai assim fugir à justiça portuguesa e não se apresentará para cumprir qualquer pena.

Em causa, para já, a pena de 5 anos que transitou em julgado por crimes na gestão do BPP, em que foram lesados vários clientes. As outras ainda estão em fase de recurso, mas, quanto à pena de 10 anos de prisão, a juíza tencionava na próxima sexta-feira rever a medida de coação para prisão preventiva.

Não vai, no entanto, a tempo - porque nunca apreenderam o passaporte a Rendeiro, que aproveitou agora para fugir para um país que não terá à partida extradição para Portugal por crimes financeiros.

"Não tenciono regressar"

Num texto publicado esta terça-feira no seu blogue, Rendeiro admite que não há intenção de regresso após esta viagem.

No decurso dos processos em que fui acusado efetuei várias deslocações ao estrangeiro, tendo comunicado sempre o facto aos processos respetivos. De todas as vezes regressei a Portugal. Desta feita não tenciono regressar."

O ex-banqueiro considera-se "injustiçado" pelos tribunais e promete recorrer às instâncias internacionais.

Henrique Machado