Espanha registou mais 932 mortos nas últimas 24 horas devido à pandemia de Covid-19.

Segundo os dados do Ministério da Saúde espanhol, divulgados esta sexta-feira, o número de mortos devido ao novo coronavírus aumentou para 10.935. O número de infeções subiu para 117.710, o que supera o número de contágios verificado em Itália.

Desde o início da pandemia no país, mais de 56.000 doentes foram hospitalizados e mais de 30.000 foram dados como recuperados. 

Só em Madrid, nas últimas 24 horas, foram registados mais de 2.000 casos de infeção e mais de 300 mortos. 

A ministra do Trabalho e da Segurança Social espanhola, Yolanda Díaz, afirmou, esta sexta-feira, que o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, deverá propôr ao Parlamento espanhol o prolongamento do estado de emergência, que vigora até 11 de abril. 

Espanha é o segundo país com mais mortes devido à Covid-19, logo a seguir a Itália.

O país decretou o “estado de emergência” a 14 de março com medidas muito rígidas de movimentação da população, que agora está confinada a casa, salvo os que asseguram os serviços essenciais.

Por causa do impacto da Covid-19, o número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego espanhóis disparou, naquele que foi o maior aumento da história do país.

Sofia Santana