Subiu para 24 o número de vítimas mortais no desabamento do prédio em Miami, na Flórida. De acordo com a agência Reuters, este sábado foram encontrados mais dois corpos.

O número de pessoas desaparecidas é agora de 124. As operações de busca e salvamento já duram há mais de uma semana. 

Recorde-se que uma grande parte de um prédio de 11 andares, o Champlain Towers South, localizado a uma dezena de quilómetros de Miami Beach, desabou na manhã de 24 de junho.

As autoridades ainda não adiantaram a causa do colapso do prédio, e a investigação deverá levar meses. No entanto, um relatório realizado por uma empresa de engenharia em 2018, indicava danos estruturais "significativos", bem como "fissuras" na cave do edifício, recomendando reparações.

Outro estudo realizado em 2020 indicava que as Torres Champlain, construídas em 1981, tinham afundado cerca de dois milímetros por ano entre 1993 e 1999, mas o autor do documento afirmou que isso, só por si, não deveria provocar o colapso do edifício.

O teto do prédio estava a ser alvo de obras, mas ainda se desconhece se essa intervenção estará relacionada com o acidente.

O município de Miami-Dade ordenou uma inspeção de todos os edifícios com mais de 40 anos situados na orla marítima, nos próximos 30 dias.

Cláudia Évora