As autoridades cambojanas elevaram, esta segunda-feira, para 24 o número de mortos na sequência do desmoronamento, no sábado, de um prédio de sete andares na cidade costeira de Sihanoukville, no sul do país.

O anterior balanço apontava para 17 vítimas mortais, com as autoridades a manterem o registo de 24 feridos.

Em comunicado, o governo da província cambojana indicou que cerca de mil soldados participam nas operações, à procura de sobreviventes nos escombros.

Quatro cidadãos chineses envolvidos na construção foram detidos enquanto o desmoronamento é investigado.

O Governo adiantou que 30 trabalhadores estavam no local quando o prédio desmoronou, mas um dos moradores afirmou que o número deverá rondar as 55, 60 pessoas.

O primeiro-ministro cambojano, Hun Sen, descreveu o acidente através das redes sociais como uma "dolorosa tragédia" para a nação.