Milhares de manifestantes ocuparam esta segunda-feira as ruas e as principais praças de Barcelona, na Catalunha, num protesto contra as sentenças aplicadas a antigos membros da administração autónoma.

Paulo Portas esteve no Jornal das 8 para comentar os principais aspetos desta manifestação, que levou ao bloqueio de vários serviços, nomeadamente dos transportes públicos.

Para o comentador da TVI, este representa “um dos momentos mais graves da história democrática espanhola”.

Espanha não é um Estado-nação. Nunca foi”, afirmou Portas.

Na reação à condenação dos dirigentes independentistas, e respetivos protestos, o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros frisou que “a Espanha já deu quase tudo o que podia dar, menos a independência”.

A Espanha não vai desistir da Catalunha. A Catalunha sempre foi a parte mais moderna de Espanha”, sublinhou Paulo Portas.

Os Mossos d’Esquadra, num trabalho conjunto com a Polícia Nacional, fizeram cargas policiais sobre os manifestantes, na zona dos autocarros no aeroporto de Barcelona. Os manifestantes prometeram invadir também o aeroporto de Madrid.

O protesto convocado para o Aeroporto de El Prat já obrigou a companhia aérea Vuelling a cancelar 100 voos.