Ellidy Pullin, mulher do snowboarder olímpico Alex Pullin, deu à luz a filha do casal, mais de um ano depois da morte do marido.

A bebé do casal, Minnie Alex Pullin, foi concebida através de fertilização in vitro e nasceu no dia 25 de outubro. O sémen do snowboarder foi retirado postumamente, o que permitiu que sua parceira engravidasse.

A gravidez foi anunciada por Ellidy, em julho, na rede social Instagram.

O pai e eu temos sonhado contigo há anos, pequenino. Tenho a honra de finalmente dar as boas-vindas a uma parte do fenómeno que é o Chumpy de volta a este mundo, expressou.

 

No seu podcast “Darling, Shine", a viúva admitiu que ela e o marido tentaram engravidar por várias vezes, mas nunca conseguiram.

Teríamos tentado durante mais alguns meses se ele ainda estivesse aqui. Se não, teríamos tentado a fertilização in vitro. Esse era o plano", afirmou.

 

Fizemos o processo de recuperação do sémen, claro, porque Chump faleceu. O médico selecionou as amostras mais viáveis e fecundou o óvulo", acrescentou.

Embora a gravidez tenha sido planeada foi o momento "agridoce".

Senti-me extremamente feliz, ao mesmo tempo que tenho noção de que o Chump não esta aqui para partilhar a gravidez comigo", contou à revista Vogue Austrália.

Alex Pullin morreu aos 32 anos, enquanto pescava em Palm Beach, na Austrália.  "Chumpy", como era conhecido, cresceu na cidade de Mansfield, começou a praticar snowboard aos oito anos, e conquistou medalha de ouro nos campeonatos mundiais de 2011 e 2013.

No campeonato de 2017 conquistou a medalha de bronze. 

Redação / IC