O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, afirmou hoje que o "país inteiro" recebeu "em choque" a notícia da morte da cantora Marília Mendonça, a quem qualificou como "uma das maiores artistas da sua geração".

"O país inteiro recebe em choque a notícia do passamento da jovem cantora sertaneja Marília Mendonça, uma das maiores artistas de sua geração, que com sua voz única, seu carisma e sua música conquistou o carinho e a admiração de todos nós”, escreveu Bolsonaro na rede social Twitter.

De acordo com o Presidente, o sentimento “é de que perdemos alguém muito próximo”, já que Marília “sempre esteve presente em nossas vidas através de suas canções".

"Neste momento de profunda dor e tristeza peço a Deus que console o coração de seus fãs e, em especial, de seus amigos e familiares, bem como das demais vítimas do acidente. Que a dor da saudade dê lugar à certeza de que a morte não é o fim. E que Deus conforte a todos", concluiu o chefe de Estado, que raramente comenta óbitos de figuras da Cultura brasileira.

O ex-presidente do Brasil Lula da Silva foi outra das principais figuras políticas do país a lamentar a morte da cantora e compositora.

"Nossos sentimentos aos familiares e milhões de fãs da música, do carisma e da irreverência da cantora Marília Mendonça. Que Deus dê forças e conforte o coração de todos que perderam um ente querido nesse trágico acidente", escreveu Lula no Twitter, tendo cancelado uma entrevista que tinha programada para a noite de hoje devido ao acontecimento trágico.

A cantora brasileira Marília Mendonça, de 26 anos, e um dos nomes de maior sucesso do estilo musical sertanejo, morreu na tarde de hoje após o avião em que seguia ter caído perto de uma cachoeira no interior de Minas Gerais, confirmaram fontes oficiais.

A morte da artista foi confirmada inicialmente pelos bombeiros e, posteriormente, pela assessoria da cantora, que num primeiro comunicado havia informado que a jovem havia sido resgatada com vida da aeronave de pequeno porte.

Além de Marília, perderam também a vida no acidente os restantes ocupantes da aeronave: o seu produtor, o seu tio, o piloto e o co-piloto do avião, que tinha capacidade para seis passageiros.

Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e co-piloto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião descolou de Goiânia com destino a Caratinga/Minas Gerais, onde Marília teria uma apresentação esta noite. De momento, são estas as informações que temos", informou em nota a assessoria da cantora.

Marília Mendonça deslocava-se assim para um espetáculo em Minas Gerais e, momentos antes da queda, partilhou um vídeo a entrar na aeronave com capacidade para seis passageiros.

Ainda não há informações sobre o motivo da queda do avião, sendo que investigadores foram enviados para o local.

A jovem artista, de 26 anos, é um dos nomes de maior sucesso do estilo sertanejo na atualidade e já atuou em Portugal, em 2019, na Altice Arena.

Apelidada de "rainha da sofrência", devido às letras emotivas e românticas das suas músicas, Marília continuou a fazer furor durante a pandemia de covid-19, batendo recordes nas redes sociais nas transmissões ao vivo que fazia, chegando a obter mais de 3,5 milhões de acessos simultâneos no seu canal do YouTube na sua primeira 'live'.

A artista deixa um filho que completa dois anos de idade em dezembro.

/ MJC