Entre os mais de 100 mortos provocados pelo atentado terrorista do ISIS-K no Afeganistão contam-se 13 norte-americanos. Todos eles soldados, a maioria fuzileiros, perderam a vida durante o cumprimento do seu dever.

O Departamento da Defesa divulgou este sábado as identidades das vítimas mortais, confirmando que entre elas estava Nicole Gee, uma mulher de 23 anos natural de Sacramento, Califórnia, que cumpria serviço pelo corpo de fuzileiros.

Esta mulher, destacada para o Afeganistão nas últimas semanas, partilhou um dos momentos mais emocionantes da grave tragédia que por lá se vive. No meio da morte e do caos, Nicole Gee publicou uma fotografia a pegar ao colo num bebé, um dos muitos que foram salvos das mãos dos talibãs.

A acompanhar a fotografia, uma descrição simples, mas ilustrativa da dedicação daquela oficial: "Adoro o meu trabalho", escreveu na sua conta do Instagram.

António Guimarães