A Assembleia da República aprovou hoje sete votos de pesar pela morte de dois jovens em Lisboa e Bragança, no final de dezembro, mas apenas quatro foram aprovados por unanimidade.

Os votos de pesar foram apresentados por Chega, Livre, Bloco de Esquerda, CDS-PP e PAN.

A par dos quatro que foram aprovados por unanimidade, o voto do Chega sobre o jovem que morreu em Lisboa mereceu a aprovação da maioria dos deputados, à exceção das bancadas do PCP e PEV, que se abstiveram, enquanto o voto do Livre sobre o jovem cabo-verdiano mereceu o voto contra do Chega e a abstenção do CDS-PP. No voto do CDS-PP, que junta os dois casos, a deputada Joacine Katar Moreira, do Livre, absteve-se.