Fernando Medina foi uma das figuras que marcou presença no velório do músico José Mário Branco, que decorreu esta quarta-feira no Salão Nobre da Voz do Operário, em Lisboa.

O Presidente da Câmara de Lisboa, em declarações ao jornalistas, disse que se tratava de um "momento particularmente triste" e que "José Mário Branco foi um grande nome da cultura e da música portuguesa"

Aproveitou o momento para anunciar que, em homenagem ao músico, iria atribuir o nome de José Mário Branco "a uma artéria ou a um espaço da cidade" que será escolhido em concordância com a família do artista.

A Câmara de Lisboa vai atribuir o nome de José Mário Branco a uma artéria da cidade, a um espaço da cidade".

 

O objetivo, disse Medina, é "imortalizar alguém que deixou uma marca em todos nós"

Através da canção, da acção e da mobilização contribuiu para o Portugal que nós hoje temos e para a democracia que nós hoje temos. E somos muito herdeiros e somos muito filhos desta geração".

O músico José Mário Branco morreu na terça-feira aos 77 anos. O funeral vai decorrer na quinta-feira no cemitério do Alto de São João, pelas 17:30.

Veja também