O presidente do PSD reafirmou esta quarta-feira que todos os deputados do PSD vão votar contra a proposta de Orçamento do Estado para 2022. Rui Rio esclareceu novamente a situação, depois de o presidente da Região Autónoma da Madeira, que é membro do PSD ter revelado disponibilidade para negociações com o Governo.

O PSD decidiu, através da sua Comissão Política Nacional, votar contra o Orçamento do Estado. Vai acontecer, os 79 votos do PSD são contra", disse.

Questionado sobre eventuais negociações do PSD Madeira com o Governo, Rui Rio afirma que existe uma posição única no partido.

O líder social-democrata diz que o falhanço nas negociações entre Governo e esquerda era previsível, apontando já a uma nova etapa: "O que fazer com um Orçamento reprovado ou não reprovado".

Falando sobre um cenário de eleições antecipadas, pede atenção ao "mês atípico" de dezembro.

É urgente, temos de andar depressa, mas também não temos de atropelar situações", acrescentou.

Miguel Albuquerque reafirmou esta quarta-feira a disponibilidade para negociações, mas disse que o que está previsto é o voto contra, tal como aprovado pelo partido.

A votação do documento conta com os votos a favor do PS, que tem 108 deputados. O PAN, com três deputados, e as deputadas não inscritas Cristina Rodrigues e Joacine Katar Moreira já anunciaram a abstenção. Os restantes partidos, com Bloco de Esquerda e PCP incluídos, já anunciaram votos contra, o que coloca o Orçamento do Estado em posição de chumbo, num cenário que deverá levar a eleições antecipadas.

António Guimarães