A queda de parte da cobertura de um pavilhão de uma escola em Espinho esta sexta-feira obrigou à evacuação deste estabelecimento de ensino, confirmou fonte do Comando Distrital de Operação de Socorro (CDOS) de Aveiro.

O incidente ocorreu na Escola Secundária Doutor Manuel Gomes de Almeida. O estabelecimento em causa é frequentado por cerca de 1.700 estudantes e por uma equipa de 100 docentes, administrativos e auxiliares. Na altura do incidente, estavam na escola cerca de 1.500 alunos.

Ninguém ficou ferido, segundo disse à TVI24 o diretor da escola, Ilídio Sá.

Em seis, dez segundos senti o edifício a abanar. Vim ver exatamente o que é que se passava quando percebi que tinha havido este incidente. A primeira preocupação foi perceber se havia alguém ferido. Não há ninguém, nem ligeiro, felizmente".

A empresa responsável pela obra é a Parque Escolar. 

Segundo fonte do CDOS, o alerta foi dado às 12:41. Os alunos foram retirados e as aulas suspensas para trabalhos de remoção e limpeza.

Segundo Ilídio Sá, as aulas já não serão retomadas esta sexta-feira, mas no local estão agora bombeiros e outros elementos da Proteção Civil a avaliar a estabilidade geral do edifício, a remover as placas de alumínio que caíram da cobertura e a verificar o material necessário para as obras de segunda-feira, que "terão que ser reajustadas para responder ao que aconteceu".

Foram mobilizados para os local os Bombeiros de Espinho e os serviços municipais da Proteção Civil. 

 A Proteção Civil registou mais de 380 ocorrências, devido ao mau tempo.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) oito distritos vão estar entre as 12:00 e as 21:00 desta sexta-feira sob aviso vermelho devido à previsão de agitação marítima.