Um conflito de interesses entre a PSP de Évora e a GNR acabou por impedir a saída da carrinha que fazia a distribuição da vacina da covid-19 no Sul do país, nesta segunda-feira, testemunhou a TVI.

É à GNR que cabe a segurança destas carrinhas em todo o país, mas a PSP de Évora teve outro entendimento, por considerar que era a sua área de jurisdição.

Militares da GNR faziam a escolta da carrinha desde Coimbra, mas foram surpreendidos com o bloqueio da PSP após a entrega da primeira remessa de vacinas no hospital de Évora e antes de a viatura poder seguir rumo ao Baixo Alentejo e ao Algarve.

O conflito acabou por ser resolvido por volta das 19:30, ao fim de mais de meia hora de impasse, com uma escolta partilhada entre a GNR e a PSP, após decisão das hierarquias.

A PSP fez questão de liderar a escolta até à saída da cidade, com a GNR atrás da viatura que transporta as vacinas, tal como aconteceu à chegada a Évora.

Veja também:

Amílcar Matos / CM