Depois de 14 meses preso por suspeitas de coautoria no homicídio do triatleta Luís Grilo, António Joaquim, o amante da principal suspeita, que foi condenada a 25 anos de prisão, afirmou, em entrevista à TVI, que Rosa Grilo não contou toda a verdade. Nem a ele nem aos outros.

Gostaria de ter uma explicação da Rosa para o que aconteceu ao Luís. Sinto que a Rosa não me contou toda a verdade, nem a toda a gente", disse.

António Joaquim diz-se, também, "vítima de uma investigação incompleta", que o deixou mais de um ano "afastado dos filhos e da família".

O amante de Rosa Grilo foi absolvido de qualquer cumplicidade ou envolvimento no crime, condenado apenas a dois anos de pena suspensa por posse de arma proibida.

Sobre a sua arma, garantiu que "nunca" deu por falta da arma. 

Nem sei se alguma vez saiu da minha casa", indicou.

Sobre a decisão do Ministério Público em recorrer da sentença, António Joaquim acredita que será, uma vez mais, absolvido.

Não espero outra coisa senão a minha absolvição."