Dois voos da Azores Airlines divergiram esta quarta-feira do aeroporto de Ponta Delgada, nos Açores, para os de Lisboa e Santa Maria, devido às condições meteorológicas na ilha de São Miguel, disse fonte da companhia aérea açoriana.

O porta-voz da SATA adiantou à agência Lusa que o mau tempo impediu esta manhã a aterragem na maior ilha dos Açores de um voo da Azores Airlines proveniente de Boston (Estados Unidos da América), e que divergiu para Lisboa, com 125 passageiros que serão reencaminhados para Ponta Delgada ainda hoje.

Devido ao mau tempo, "o voo Lisboa/Ponta Delgada divergiu para a ilha de Santa Maria, mas os passageiros chegarão ainda esta manhã a São Miguel", acrescentou António Portugal.

Quanto às ligações aéreas entre as nove ilhas, asseguradas pela SATA Air Açores, o porta-voz da companhia aérea açoriana referiu que "já foi possível iniciar hoje voos a partir de Ponta Delgada para a ilha Terceira, embora com algum atraso".

A SATA Air Açores vai tentar repor ao longo do dia de hoje as ligações afetadas com os grupos central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial) e ocidental (Flores e Corvo) do arquipélago.

O mau tempo deixou na terça-feira em terra mais de 600 passageiros, na sequência da passagem da depressão Diana.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu aviso vermelho para as Flores e para o Corvo referente a agitação marítima, que vigorou até às 18:00 de terça-feira. O aviso vermelho é o mais elevado dos avisos meteorológicos e representa uma situação meteorológica de risco extremo.

Entretanto, porém, a autoridade marítima abriu à navegação o Porto das Poças, em Santa Cruz das Flores, e no Porto da Casa, ilha do Corvo, face à melhoria do estado do mar. Portos que estavam encerrados desde ontem.

Devido à passagem da depressão Diana foram registadas pela Proteção Civil nos Açores 17 ocorrências, na maioria das situações quedas de árvores, telhados soltos de habitações e ainda algumas situações em que o mar galgou algumas costas, nomeadamente nas Lajes do Pico e Horta (Faial).

Segundo um comunicado do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), as 08:00 locais (mais uma hora em Lisboa) de hoje o centro da depressão Diana encontrava-se já próximo das ilhas Britânicas, muito afastado do arquipélago dos Açores.