A diretora do serviço de farmácia do centro hospitalar do Tâmega e Sousa foi demitida depois de, na passada semana, uma falha na utilização do sistema de refrigeração ter danificado 130 frascos de vacinas contra a covid-19.

As vacinas seriam utilizadas para inocular 600 profissionais, entre médicos e enfermeiros

Contactada pela TVI, a administração do hospital de Penafiel confirmou que decidiu despedir a direção de serviço de farmácias, mas diz que não fará nenhum comentário enquanto decorrer o inquérito.

Segundo inicialmente noticiado pela TVI, o problema terá ocorrido na sequência de uma "utilização inadequada do sistema de refrigeração da farmácia do hospital".

As vacinas aprovadas pela União Europeia, e que estão a ser administradas em Portugal, requerem uma refrigeração em temperaturas muito baixas. A da Moderna pode ser mantida a cerca de 20 graus negativos, mas da Pfizer terá de ser armazenada a 70 graus negativos, algo que despoletou um problema desde que o produto começou a ser distribuído.

Rafaela Laja Redação