O ex-inspetor da Polícia Judiciária Gonçalo Amaral que foi responsável pela investigação ao desaparecimento de Madeleine McCann vai estar este domingo, no Jornal das 8 da TVI.

Gonçalo Amaral vai ser entrevistado pelo jornalista José Alberto Carvalho, numa altura em que se conhecem novos desenvolvimentos do caso. 

No início do mês, Christian Brueckner foi identificado como o suspeito de ter sequestrado e assassinado Madeleine McCann. O homem, de 43 anos, está detido na Alemanha a cumprir uma pena de sete anos de prisão por violação de uma norte-americana em Portugal.

Madeleine McCann desapareceu a 3 de maio de 2007, poucos dias antes de fazer quatro anos, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico na Praia da Luz e o seu desaparecimento tornou-se um caso mediático à escala global.

A polícia britânica começou por formar uma equipa em 2011 para rever toda a informação disponível, abrindo um inquérito formal no ano seguinte, tendo até agora gasto perto de 12 milhões de libras (14 milhões de euros) no processo. 

A Polícia Judiciária (PJ) reabriu a investigação em 2013, depois de o caso ter sido arquivado pela Procuradoria-Geral da República em 2008, ilibando três arguidos, os pais de Madeleine, Kate e Gerry McCann, e um outro britânico, Robert Murat.