Com a apresentação dos dados do Ministério da Saúde relativos às contas dos hospitais, a TVI fez as contas e concluiu que apenas três das 44 unidades hospitalares apresentaram resultados positivos no ano de 2018.

Os hospitais de Cantanhede (252 mil euros) e Rovisco Pais (287 mil euros), ambos no distrito de Coimbra, e o Hospital Magalhãese Lemos (234 mil euros), no Porto, foram as únicas unidades com um balanço positivo no exercício do ano passado.

Os centros hospitalares de Lisboa Norte e Central (Santa Maria e Capuchos) e o Hospital de Coimbra são os que apresentam piores resultados. Na totalidade, só estes três hospitais apresentaram resultados negativos na ordem dos 230,8 milhões, mais de um quarto do total da despesa. Na totalidade, os prejuízos na saúde chegam aos 848 milhões de euros.

Em relação a este ano, e com as contas do primeiro semestre de 2019, há seis unidades com resultados operacionais positivos, mas as unidades com os piores resultados são repetentes.