O Governo manifestou esta quinta-feira disponibilidade total para rever as medidas necessárias para acompanhar a evolução da pandemia de covid-19, remetendo para a próxima semana a decisão sobre as regras a aplicar na quinzena seguinte.

No briefing do Conselho de Ministro de hoje - que prossegue esta tarde com o objetivo de aprovar a proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2021 - a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, foi questionado sobre as medidas a tomar no âmbito do combate à pandemia de covid-19.

Para a semana é o momento de rever o conjunto de regras que aplicamos e que revemos quinzenalmente e os números que estamos a conhecer neste momento são os números que tínhamos previsto até que acontecessem já há alguns dias”, começou por responder.

É nesse quadro de avaliação da evolução que a pandemia tem tido nas últimas semanas que, de acordo com Mariana Vieira da Silva, na próxima semana o Governo vai tomar as decisões necessárias, explicando que neste momento não tem condições de as antecipar uma vez que é preciso fazer avaliações.

A disponibilidade de revisão das medidas é total”, garantiu.

Ainda assim, a ministra reiterou que se procurará sempre evitar “um cenário de confinamento total e generalizado” uma vez que o país dificilmente pode viver de novo com essa situação.

Tomaremos sempre as medidas necessárias para cada momento da evolução da pandemia. Nunca tomaremos medidas que não consideremos necessárias e teremos, como já o fizemos no passado, sempre a capacidade de recuar em medidas que tomámos e que, entretanto, precisem de ser revertidas”, assegurou.

Portugal voltou hoje a ultrapassar a barreira das 1.000 infeções diárias por covid-19, atingindo 1.278 casos, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, em março, este é o segundo maior número de casos de infeção. O maior foi em 10 de abril com 1.516.

O terceiro dia com mais casos registados foi em 31 de março com 1.035.

Os dados de hoje revelam ainda que nas últimas 24 horas se registaram 10 mortes relacionadas com a covid-19.

No total, Portugal já registou 2.050 mortes e 82.534 casos de infeção, estando hoje ativos 28.967 casos, mais 788 do que na quarta-feira.

/ LF