O tribunal ordenou que Paulo Guichard, braço direito de João Rendeiro que está a viver no Brasil, se apresente em Lisboa no dia 8 de Outubro para revisão de medidas de coação no processo em que está condenado a nove anos e meio de prisão, apurou a TVI.

Caso não o faça, serão emitidos mandados de detenção e passa, tal como Rendeiro, a ser considerado fugitivo.

Trata-se do processo que teve condenações de primeira instância - com recursos para a Relação - em que Rendeiro está condenado a 10 anos.

Guichard tem, assim, uma semana para se apresentar em Lisboa, segundo o despacho a que a TVI teve acesso.

Quanto a Salvador Fezas Vital, ex-administrador do BPP e condenado a 9 anos e meio, e a ao ex-administrador Fernando Lima, condenado nesse processo a 6 anos de prisão, terão que entregar ao tribunal os passaportes - para evitar que fujam do país, como fez Rendeiro, antes do trânsito em julgado das sentenças.

Henrique Machado