O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) demitiu o coordenador apanhado na gravação áudio de uma reunião do serviço, divulgada numa investigação da TVI.

Em causa está uma gravação áudio de uma reunião, à qual a TVI teve acesso, onde um coordenador do Gabinete de Sistemas de Informação revelava um SEF falido e à beira da rutura. 

O resultado onde estamos hoje resulta de interesses pessoais, egos feridos e umbigos a sangrar. E não conseguimos controlar esses venenos", afirmava o coordenador do SEF em questão, na gravação áudio, acrescentando: "Pensem bem em quem é que votaram nas eleições passadas e agradeçam o outcome que estamos a passar. Isto é uma cangalhada. Ninguém sabe nada, é colar post-its na parede e navegar à vista".

O coordenador é agora afastado, num despacho assinado pelo Ministério da Administração Interna.

Confrontado pela TVI, o SEF diz que tomou conhecimento da gravação na segunda-feira e que instaurou de imediato um inquérito para investigar uma possível violação de deveres. 

André Carvalho Ramos / publicado por Rafaela Laja