Uma equipa da Polícia Judiciária (PJ) de Braga vai, na quarta-feira, fazer uma inspeção ao armazém do supermercado E. Leclerc em Darque, Viana do Castelo, destruído por um incêndio, disse à Lusa fonte daquela força policial.

De acordo com a mesma fonte, "a inspeção terá início logo pela manhã, se estiverem reunidas as condições de segurança".

Contactado pela agência Lusa, o comandante dos Bombeiros Municipais de Viana do Castelo, António Cruz, adiantou que cerca das 19:15 foram suspensos os trabalhos de demolição das estruturas danificadas pelo fogo, "por causa da inspeção que a PJ vai realizar, na quarta-feira, ao local".

Aqueles trabalhos tinham sido iniciados cerca das 18:00, por uma máquina disponibilizada pela superfície comercial.

O incêndio deflagrou hoje às 07:25 e foi dado como dominado às 10:27.

Na ocasião, António Cruz, responsável pelas operações de combate, afirmou que "as chamas ficaram confinadas ao armazém central, situado nas traseiras do edifício, sendo que a zona comercial foi afetada apenas pela água".

Questionado sobre as causas do incêndio, o comandante dos bombeiros disse serem ainda desconhecidas e adiantou ter ocorrido "uma explosão no sistema de refrigeração já depois de terem sido tomadas todas as medidas de precaução para combate ao incêndio".

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viana do Castelo adiantou que, "às 08:56, um bombeiro foi assistido no local por se ter sentido indisposto e, às 10:21, um outro operacional foi transportado ao hospital após ter sofrido uma queda".

Contactado pela Lusa, o 2.º comandante da PSP de Viana do Castelo, Raul Curva, adiantou que "a investigação vai ficar a cargo da Polícia Judiciária".

Segundo a PSP, o incêndio obrigou ao encerramento do hipermercado Continente Bom Dia, situado ao lado, devido ao fumo e ao corte de trânsito no acesso àquela zona comercial, na margem esquerda do rio Lima, entretanto retomados cerca das 10:30.

Durante a manhã o combate às chamas chegou a envolver 65 operacionais, apoiados por 26 veículos dos bombeiros voluntários e municipais de Viana do Castelo, Ponte de Lima, Caminha e Arcos de Valdevez. Para o local foram ainda destacadas três ambulâncias, uma delas do INEM.