Portugal entra esta terça-feira no terceiro dia de vacinação contra a covid-19, com a campanha a ser alargada a mais hospitais.

Os profissionais de saúde do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, que integra os hospitais de São Francisco Xavier, Egas Moniz e de Santa Cruz, começam a ser vacinados às 9:00.

Já no hospital Beatriz Ângelo, em Loures, e no Garcia de Orta, em Almada, a vacinação arranca esta terça-feira.

Abrangidos estão também os profissionais dos centros hospitalares de Trás-os-Montes e Alto Douro, Hospital de Braga, Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/espinho, Hospital da Feira, Centro Hospitalar Tondela-Viseu, Baixo Vouga e do hospital das Caldas da Rainha e Torres Vedras.

Vacinação arranca numa das zonas mais afetadas

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa recebeu 600 doses de vacinas para os profissionais das unidades de Amarante e Penafiel.

Este centro hospitalar presta apoio a cerca de 520.000 pessoas de uma região que inclui Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras, que tem sido uma das mais afetadas pela pandemia.

Os profissionais de saúde dos concelhos de Vila Real, Chaves, Valpaços, Vila Pouca de Aguiar, Montalegre, Boticas e Ribeira de Pena também serão esta terça-feira vacinados.

VEJA TAMBÉM:

A campanha de vacinação contra a covid-19 arrancou no domingo nos centros hospitalares universitários do Porto, Coimbra, Lisboa Norte e Lisboa Central.

O plano prevê que sejam vacinados até abril cerca de 950 mil pessoas dos grupos prioritários definidos pelo grupo de trabalho: pessoas com mais de 50 anos com doenças associadas, utentes e trabalhadores de lares e profissionais de saúde e de serviços essenciais.

A primeira fase de vacinação prolonga-se até final de março de 2021, tem prevista a chegada de 1,2 milhões de doses de uma vacina que é facultativa, gratuita e universal, sendo assegurada pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Portugal recebeu na segunda-feira o segundo lote de vacinas contra a covid-19. São mais de 70.200 doses da vacina da Pfizer e BioNTech. 

À semelhança de outros países da União Europeia, em Portugal a vacina é facultativa, gratuita e universal, sendo assegurada pelo Serviço Nacional de Saúde.

Rafaela Laja