O Facebook informou que várias publicações, incluindo algumas sobre o coronavírus, foram marcadas como “spam” de forma errada devido a um problema de software.

A rede social informou, em comunicado, que em causa esteve um problema no sistema automático que deteta o spam. Entretanto, as publicações já foram novamente restauradas, como explicou Guy Rosen, responsável da plataforma para a integridade, numa mensagem divulgada no Twitter.

Voltámos a restaurar todas as publicações que foram removidas de forma incorreta, o que inclui posts de todos os tópicos - não apenas os relacionados com a Covid-19. Isto aconteceu devido a um problema no sistema automático que remove ligações para sites abusivos, mas que, incorretamente, removeu muitos outros posts também."

 

Esta informação surge depois de utilizadores do Facebook se terem queixado de que receberam notificações a dar conta de que a rede social tinha eliminado vários links, incluindo de artigos de órgãos de comunicação social como a BBC ou a The Atlantic.

A polémica aconteceu depois de o Facebook ter anunciado que, face à evolução da pandemia de Covid-19, e por razões de saúde e segurança, enviou para casa muitos trabalhadores que fazem a revisão de conteúdos da plataforma.

O Facebook também anunciou que vai dar um bónus de cerca de 900 euros aos trabalhadores, nesta altura complicada.

A empresa tecnológica tem cerca de 45.000 funcionários a tempo inteiro pelo mundo e milhares em regime de trabalho temporário.

/ SS